segunda-feira, 30 de abril de 2012

Triturando... "We Found Love" por lovofbelieber #2


Ecrã negro…começa a tocar uma música de fundo… o SUSPENSE… A letras brilhantes começa a surgir uma frase:

Anteriormente em… Triturando…


…Conhecemos lovofbelieber (ou Nathália), uma autora brasileira com “13 anos aninhos de pura sedução” e muitas faltas às aulas de Língua Portuguesa.
Aparentemente Nathália (notem a semelhança fonética com a protagonista da sua história: Thayala) desconhece a utilidade da pontuação e conceitos simples como coerência, violação, bom senso e utilidade pública. 


Mas será que o capítulo 2 é tão mau como primeiro? Irá a jovem Nathália exceder-se a si mesma?... Irá Justin Bieber tornar-se no garanhão que a autora tanto deseja para si?
Leiam por vocês mesmos!




Mas antes mais não se esqueçam… Há a nota de autor!

Nota de autor:

Ooi *--* awwn adorei os dois reviews [Ely: Pois claro que adoraste. Eram duas linhas a dizer “mais, mais, mais” e “AAAWWWNNN, ADOREI!” Crítica construtiva é que népias][Mar: Devido a acontecimentos recentes que me fizeram descrer no mundo eu até que acho positivo que só tenha tido duas] [Cocas: Pelos vistos existem duas pessoas que não quiseram ferir as susceptibilidades à miúda… Pois cá estamos três a dizer que estava uma merda… Ganha a maioria!] HAHUSHAUHS [Ely: wof, wof, wof!][Mar: Meu rico gatinho…] [Cocas: Preparem-se porque a miúda vai vomitar uma bola de pêlo!] serio awn [Mar: Isso é uma tentativa de onomatopeia?] acho que vou continuar entao ;) [Ely: Fuck…] [Cocas: Bola de pêlo já está cá fora, agora ela vai vomitar bosta, mesmo -.-] vou responder sempre os reviews e novamente desculpem pelos error ortográficos só deu ra eu revisar uma vez e fiz sem o windows fiz pelo ipad dai ja sabe ne é um cu por aqui kkk' [Mar: Fui só eu que não percebi nada?][Ely: Um puto da primária a escrever numa folha de papel sem assistência adulta comete menos erros][Mar: Wait…Então ela desta vez não tem corrector do Word? Poseidon nos salve!][Cocas: WFT?] BOA LEITURA! [Ely: Citando: AHUSHAUHS] [Cocas: Começo a ouvir uma musica sinistra no fundo da minha mente, sinto um arrepio na espinha e bílis a subir-me à boca… Vai começar – melhor dizendo, continuar… brrrr]

Capítulo 2 – Porco Bieber 
[Cocas: Até as fãs te insultam, puto que devias ter nascido miúda!]

[Mar: Ok, desculpem lá, mas perante isto há uma imagem mental a ser mostrada!]



[Mar: E, visto isto, o capítulo.]

-Ah obrigada, ok-.[-] Falou ela surpresa agradecendo a minha mãe passando por mim pra ir em direção ao quarto de hospedes e dando um sorrisinho debochado, [Ely: Um “sorrisinho debochado” é o que eu faço quando ganho um argumento aos meus irmãos, não quando sou salva por uma unha negra de ser sequestrada, violada e possivelmente assassinada. Feitios…] to vendo que os dias daqui em diante nao serao mais como os mesmos, [Ely: Jogo “o leitor que complete a frase”: os mesmos do passado? De outrora? De antes? Uma infinidade de opções!]  e se amanha ela acordar debaixo d'agua [Cocas: pode ser que já esteja morta?!], pode ter certeza que a culpa não foi minha. [Ely: Pois…] Mentira. Claro que iria ser culpa minha. [Ely: Caralho, nem criminoso sabe ser? Sem provas, NÃO SE ADMITE!] Fui para o meu quarto bufando [Cocas: eh touro lindooo] e dormi. [Ely: Wait a minute… Deja vu too much?] [Mar: Ely, isto é o final do cap passado. -.-] [Cocas: é um recap, caso isto seja publicado sempre ocupa mais páginas!]

–----------XXXXX----

–Ta espera ja estou quase pronto-.[-][Mar: Falemos em “Como começar um capítulo”… Ou…Ok, é melhor não] Falei desligando o celular sem esperar Ryan responde [Ely: responde o quê?] [Cocas: Se falaste isso tudo a desligar o telemóvel, das duas uma: ou desligaste o telemóvel em slow motion ou ele não ouviu um caralho do que disseste porque já tinhas desligado depois do “tá”] , eu ainda nem tinha ido tomar banho [Cocas: Está explicado o titulo do capitulo! Pensei que ia haver um pouco mais de mistério no entanto!], ia sair pra esfriar a cabeça, nem vi a sombra da Thayala hoje, melhor assim, tava indo subir as escadas em direção do meu quarto [Cocas: Pensei que ele ia sair de casa… Deve ser pela janela então!] quando eu esbarrei na criatura. [Ely: Não querias a sombra, agora tens o “esbarro”][Mar: Esberra-me!] 
–Ouvi você falando no telefone vai sair?-. Perguntou ela curiosa [Mar: *pisca os olhos*]

–Não é da sua conta- respondi ríspido. [Ely: Vadia coscuvilheira!]

–Ah tem certeza? [Cocas: Vadia coscuvilheira vai tentar arranjar um argumento em como é da conta dela… aposto que vai falhar redondamente!] Acho [Cocas:  Se achas devolve!] que a Pattie [Ely: Já é tu cá tu lá com Mamma Bieber!] adoraria saber que o seu filhinho vai sair e vai me deixar aqui sozinha [Cocas: Mas tu és tona ou comes merda às colheres? Já te esqueceste que ele te amarrou a uma cadeira para te violar? Ainda assim ponderas ficar sozinha em casa com ele?], desse jeito desanparada em vespera de natal a pouco tempo da morte da minha mãe-. Falou ela . [Ely: Chantagem emocional, sempre bem vinda] [Mar: Eu não estou a ler bem, pois não?] [Cocas: E o argumento dela é uma nulidade na retórica, como estava à espera!]

– estou indo na Strucks [Ely: A marca chinesa para Starbucks?] de novo, como ontem você conseguiu estragar a minha noite vou ver se hoje eu compenso, vai se arrumar e não demora, [Ely: Cede rápido…] [Cocas: Ela estragou-te a noite de ontem e, para compensar, vais leva-la a sair?! Faz sentido… not!] to vendo que vai da pra todos hj em do jeito puta que você é deve ser uma arrombada do caralho-.[-] [Cocas: Ah, já percebi, vais para uma orgia e ela vai ser estroncada por meio mundo! Agora sim começas a pensar em condições!] Falei tentando ofender ela na esperança dela desistir de querer ir junto. [Ely: Oh Justin, estás numa fanfic com um alter-ego da autora… Never in your life is that going to happen]

–Haha claro mas bem que você queria comer a arrombada aqui ontem né?-.[-] [Mar: Alguém mais reparou que esta não é a gaja que, no cap passado, quase foi violada por ele e… baaaaaaah] Falou ela debochada [Ely: Isso, provoca o violador!] [Mar: Aparentemente já foi perdoadinho.] [Cocas: E onde parou a virgindade dela?!][Mar: Já vais ver no próximo capítulo!] subindo as escadas indo pro quarto e batendo a porta fortemente me deixando plantado ali na escada com cara de taxo, [Ely: e tachos e tachos, e tachos e panelas!] [Mar: quem lhe dava com um tacho na cara era eu!] subi pro meu quarto tomei banho, estava me trocando [Cocas: Prova numero um em como o JB é uma gaja – depois de tomar banho tem que trocar de roupa… eu normalmente tenho que me vestir, mas isso deve ser porque sou homem] terminando de colocar minha camiseta quando a porta abre a Thayala entra falando:

– O bieber se poderia me emprestar uma calcinha? [Ely: Só com muita boa vontade para compreender a pergunta…] Sabe como é né, minhas roupas ainda não foram trazidas e bem, como você é das minhas [Ely: What? A própria fã está a dizer que ele é uma ela!?][Mar: Algum dia ela tinha de reconhecer a verdade. A negação nunca é o melhor caminho…] [Cocas: Prova numero dois em como o JB é uma gaja!] sabe achei que você teria uma pra me emprestar-.[-] falou ela debochada [Ely: E se no capítulo anterior o verbo que “ownava” esta treta toda era “coxar”, neste será… “debochar”!][Mar: Era “encoxar” Ely, “encoxar”… bem mais elaborado do que só “coxar”] passando os olhos rapidamente pelo meu abdomén [Mar: Not interessed!] [Ely: olha a “virgem” a admirar…]

–Me poupe das suas piadinhas sem graça Thayala, vai indo pro carro que eu ja estou indo antes que eu mude [*Cocas sustem a respiração*]de idéia [*Cocas expira profundamente* ah, pensei que ia mudar de roupa!]e te abandone aqui e não quero nem saber-.[-] falei grosso. [Ely: Voz grossa? É fanfic de Universo Alternativo em todo o seu poder!] [Mar: Tomem nota: Grosso não é um adjectivo que se aplique ao amigo JB. Em NENHUM sentido.] [Cocas: Admira-me ela não ter posto “grosso” a negrito…]

Ela se virou e foi em direção a escada, mas antes disso pude reparar na roupa que ela estava, um shorts jeans curto e uma bata preta caindo no ombro, leve maguiagem [Cocas: não sei que é isso, mas deve estar na moda… aposto que é uma coisa qualquer que veio dos states!][Mar: Por acaso já li tantas fics com tantas vezes isso escrito se nem sei se é erro ou se os brasileiros escrevem mesmo assim. Shame on me, I know!] e uma sandalia de salto logo que ela viro na oude eixar de olhar pra bunda dela, man ela é muito gostosa, e to sentindo que hoje a noite promete. [Ely: Exactamente a quem é que interessa saber as roupitas da menina?] [Mar: Não vês que ela se veste do mesmo modo que a autora? É IMPORTANTE!]


P.O.V [Ely: POV: point of view. De quem, do furão do vizinho?] [Mar: Furão? Wait, Draco? *olha para todos os lados*] [Cocas: Este deve ser do povo!]

O caminho inteiro dentro do carro foi silencioso ele era e estava lindo , [Ely: Daquilo que conheço… No][Mar: JB estava linda, o luar a iluminar-lhe belamente a pele sedosa…] é uma pena tem essa fama de pegador [Cocas: Não sei porque é que te preocupas com isso se queres é que ele te pegue!][Mar: *singing* Nossa, nossa, assim você me mataaa. Ai se eu te pego, ai ai… *coreografia incluída] e não se importar com os sentimentos das pessoas, [Ely: “e ter-me raptado e tentado violar” No, I can’t let this go][Mar: Mas por isso a Thay perdoa. A Thay é boa pessoa e sabe perdoar.] decidi nem perder meu tempo pensando nisso, [Ely: too late, I’m afraid] hoje eu iria aproveitar bem anoite, [Ely: “porque é assim que eu festej… choro a morte da minha mãe!”] [Cocas: Ely, ela fez o mesmo na noite anterior, remember?] entramos eu e Justin [Ely: deu para perceber que seriam tu e o Justin sem a necessidade do ênfase…][Mar: Ely estás a esperar demasiado na Nathy/Thay. Don’t be so hard on her!] e podia sentir de longe todos estremecerem ao ver Justin, [Mar: Porque ele é uma figura imponente] [Cocas: Le mi curtindo na discoteca, vejo o Justin Bieber a entrar e estremeço… não, não estremeço, um arrepio percorre todas as células do meu corpo e o meu cérebro manda-me sair dali porque o nível diminuiu drasticamente!] se fosse antes eu também estremeceria [Mar: De antecipação…] mas hoje ja não tenho mais tanto medo dele, [Ely: Volto a dizer: recupera rápido! Ah, mulher!] [Cocas: Nunca deverias ter sentido medo, era nojo, ok?!] logo que entramos o babaca do Justin mais do que de pressa me solto [Cocas: Foi ela que se soltou dele ou ele dela?! Está misterioso!] e foi com um grupo de 2 amigos e umas 5 vadias, dei de ombras [Ely: Ombras? Sombras? Lombrigas?][Mar: São as mulheres dos ombros Ely! Então não sabes que os ombros têm família?] estava indo em direção a pista de dança quando sinto uma mão no meu ombro, rapidamente me virei, era um garoto loiro de olhos azuis, ele era lindo, [Mar: Como o Sol na mais radiante escuridão…] [Cocas: Deixem-me referir só mais uma vez, para quem não percebeu – lindo… ele era lindo; lin-do!][Mar: A Stephenie conseguiu passar 4 livros a dizer como o Ed é lindo. Um capítulo não é nada!] mas nao tanto quanto o Jutsin [Cocas: Deus te abafe, minha jovem!], porque raios eu to comparando ele com o Justin??? [Ely: sim, porque raios!?][Mar: É diferente, ela comparou-o ao Jutsin não ao Justin!] Meus pensamentos foram interrompidos [Ely: não que fossem pensamentos lá muito profundos…]pelo ser na minha frente:

–Oi, meu nome é Ryan, [Ely: Ei! Eu conheço-te! Foge, Tahy, foge!]sou amigo do Justin, [Cocas: Isso não se diz a ninguém, meu caro!] e aquele ali- falou apontando pro outro ser [Ely: todos seres humanos… Porque menino ou rapaz é para os fracos][Mar: Teremos uma autora a admitir que estas personagens são apenas…seres?] que estava conversando com o Justin e alternando beijos com as vadias q estavam em vola deles [Ely: Adoro conversar com amigos que beijam vadias à minha volta no meio da dita conversa] [Mar: Não é à volta, é à vola! Completamente diferente!] - é o Chaz, e tem também o Chris mas ele não quis vir hoje, [Mar: “Para não te conhecer”.][Ely: O ponto épico da educação: apresentar quem está ausente!] [Cocas: Ele está a apresentar toda a gente porquê? Enfim…]bom você vai conhecer eles melhor amanha, agora ele [Ely: Ele quem? O “ombras”?] achou muito empenho [Cocas: Ele achou o quê?!]vir aqui so pra se apresentar pra você- [Mar: Eu também tive de achar o meu empenho para ler esta fic. Ele vai-se perdendo pelo caminho, coitado.] Falou ele dando de ombros [Cocas: Deve ser um passo de dança novo!] e dando um gole no copo de vodka em sua mão, aquilo me deu sede. [Ely: Vodka faz muita coisa, mas matar sede não se inclui, lamento informar] [Mar: Olha que a Ely sabe! A autora é que não, pelos vistos.] [Cocas: Ela disse que lhe deu sede, só não disse de quê… gosta pouco, gosta!]

–Ah ta tudo bem meu nome é Thayala , estou com sede vou la pegar algo pra beber-.[-][Mar: O meu nome é Mar e eu estou com muita vontade de matar alguém, então vou arrancar seus olhos, tá? Bêjo] Falei tantando [Ely: eu tanto, tu tantas, ele tanta…][Mar: EU TANTAREI POR TIIIII, ATÉ QUE A VOZ ME DOAAAAAAAA!] ir pegar vodka [Cocas: Não tem nada que tentar, é ir ao balcão, pedir e pagar!] também e me livrar dele ir dança, não que eu não tenha gostado dele, eu gostei mas eu quero ir dançar e aproveitar anoite [Ely: Dançar a pares? Não?][Mar: Há muita coisa que ela faz a pares, já.] [Cocas: Na minha terra quando se gosta de alguém que se conhece na disco, aproveita-se muito bem a noite com essa pessoa!] ja que ele falou que o tal de Chaz eu iria conhecer melhor amanha eu também iria falar com ele melhor amanha . [Ely: Porque se ele diz o que eu irei fazer daqui em diante, eu aceito e faço sem questionar]

–Ah claro, depois agente se fala, vou la com eles- se referindo ao porco sujo [Ely: Vá, então… Ele não tomou banho ainda há pouco? Sem baixaria, por favor.][Mar: Esta fic tem o nome errado! “O porco e a vadia” seria uma sugestão muito melhor!] do Justin que estava com as mãos ja no peito de uma das vadias quase fazendo coisas [Mar: Autorazinha, já não nos enganaaas! Vá, vá, não sejas tão pudica. Ele estava a…comê-las, precisamente.] [Cocas: Estás é com dor de cotovelo, sua solta do caraças!] aqui mesmo, e o outro não muito melhor que estava com a mão na bunda de uma beijando a outra [Mar: Juro que estou a tentar fazer uma imagem mental disto. Sem sucesso, so far.] [Cocas: Aquilo parece mais um bordel que uma discoteca…]- Falou ele  [Cocas: Porque é que me parece que falta alguma parte antes do falou ele? Tipo… uma fala…?!][Mar: Está antes da frase de 1 km…Compreensível.] terminando e me dando um beijo estalado [Cocas: Nunca ouvi falar desta técnica de beijar] [Mar: É quando dás e aquilo estala! Tipo electricidade estática.] na bochecha e indo em direção a eles, podia jurar ter visto olhando pra gente naquele exato momento, dei de ombros [Mar: Cá estão, os maridos das ombras!] [Cocas: Ela tem que me ensinar esta dança de ombros e ombras, parece mesmo inovadora!] , fui ate o barzinho peguei minha vodka e fui dança na pista, estava tocando Marry The Night da Lady Gaga, estava dançando no ritmo da musica [Cocas: Nem quero imaginar esse tipo de dança, quase que aposto que esbofeteaste metade das pessoas que lá estavam!] , fechei os olhos por uns 3 segundos e quando abri novamente tinha um ser de olhos verde e cabelo marrom meio claro. [Ely: Outro!? É só facturaaaar, gatenhaaa!][Mar: A Zoey Redbird à beira desta gaja é uma principiante! E olhem que ela teve sexo com um vampiro “adulto”! Que foi decapitado ou algo assim uns capítulos adiante, mas isso agora não interessa nada!] [Cocas: Eles materializam-se à tua frente miúda! Deves ser o local de chegada dos botões de transporte!]

–Oi gatinha [Ely: Sacana, a roubar-me o “gatenha”!][Mar: Isto é claramente plágio!]-.[-] Falou ele pegando na minha cintura bem perto do meu ouvido [Cocas: A tua anatomia é um bocado diferente da minha…].

–Olá - Falei eu tentando dança mais tava meio dificil com ele apertando cada vez mais forte a minha cintura e colando nossos corpos. [Ely: Remember a joelhada, filha! Mas por favor, desta vez sem desperdício de vodka.][Mar: Não me parece que desta vez seja essa a intenção… O que me faz pensar em distúrbio de personalidade.]

–Sabia que você é muito linda [Ely: Forma mais educada que os personagens desta fanfic têm de dizer “vadia, quero comer você”][Mar: Vá, é um progresso. Já não posso dizer o mesmo dos pontos de interrogação.]-.[-] Falou ele olhando bem em meus olhos, ele não era de se jogar fora era bem bonito até. [Ely: Verdade seja dita, ainda não a vi dizer que ele, quem quer que o ele seja, era feio.][Mar: Porque no mundo desta fic não há homens feios! Ou melhor, os homens feios sabem que a Nath, ups, Thay é muita areia para o camiãozinho deles e nem se aproximam.]
–Obrigada você também é bem bonito-. Falei eu meio corando, [Ely: metade da cara ficou corada, outra metade não. Legítimo] nem deu tempo deu [Ely: Deu e deu] termina de falar direito quando me dei conta ele ja estava com a boca colada [Cocas: Ele devia estar a tentar beber Vodka à pala!] na minha pedindo passagem com a lingua, [Ely: Pediu, foi educado] cedi [Cocas: Entretanto ele chegou ao estômago e começou a absorver a vodka que ela pagou! That’s how we do it!]. [Ely: Só porque não era o Justin… Oh wait, teremos em preparação uma épica cena de ciúmes?][Mar: Nããããão! Que ideia, Ely!]  Sua boca tinha um gosto de menta, [Ely: “Pensava que a tua língua/ Sabia à flor do jasmim/ Sabe a chiclet de mentooool”][Mar: *singing*” e eu gosto deeeeela assim!” E é desta forma, meus amigos, que nunca tornarei a ver o Rui Veloso com os mesmos olhos.] ele explorava cada canto da minha boca selvagemente, [Ely: Leia-se: bruto] [Cocas: Estava a aproveitar-se dos últimos vestígios de vodka no teu organismo, minha cara!] não era um beijo ruim, mas também não era bom , [Cocas: Era uma merda?!] ja teve melhores [Ely: Meh][Mar: Basicamente isso] [Cocas: “tá beeeeeeeeem!”]. Parei o beijo e sai deixando ele ali na pista com cara de taxo [Ely: Tacho, tachinho, tachão] [Cocas: aposto que ele ficou de língua de fora!] e fui em busca demais [Ely: Espaços, filha, olha os espaços!][Mar: Mais gajos?] vodka que a minha ja havia acabado [Cocas: Foi ele!!!]. Sentei ali e tomei o segundo copo tava tocando Wish You Were Here da Avril Lavigne [Cocas: Esta discoteca dá musica muito merdosa, devo dizer!][Mar: Escolhas musicais da autora…] e me lembrei da minha mãe, [Ely: Ai agora é que te lembras!?] ja estava decidida a parar de beber por ai, mas depois disso fui obrigada [Ely: “quando me apontaram uma pistola cabeça e disseram “bebe ou morres?”] a pedir mais um copo de vodka, parecia que aquela musica nunca acabava, e la se foi mais um pouco de vodka, [Ely:…. Já ouvi desculpas melhores] i wish you were here ,here, i wish you were here. [Mar: Letra tão originaaal!] Cantei aquela parte da música sozinha enquanto ia pro meu 5 copo de vodka pura, [Ely: Salientar a pureza da coisa, com certeza, misturas é para os fracos] [Cocas: A musica tem 3 minutos, se bebes cinco vodkas puras e ainda cantas nesse espaço de tempo és uma rainha! A sério que sim!] minha visão ja estava meio embassada, [Ely: O que me admira é que ainda a tenhas][Mar: Pergunto-me se esta autora já terá bebido 5 copos de vodka na mesma noite…] ja podia sentir meu corpo cambaleia, [Ely: Mais uma vez, admira-me que o “moveia”’s… Oh wait, será que a autora estava neste estado quando escreveu a trashfic?][Mar: Uma explicação pertinente, ainda que…não, não serve de desculpa] [Cocas: Com cinco vodkas seguidas já é bom sequer sentir o corpo, não te preocupes!] terminei de tomar a vodka e decidi parar por ai [Cocas: Mais vale, até porque com cinco vodkas já gastaste a tua mesada!] e corri pra pista [Ely: Atenção, que ainda consegue correr!] quando vi que estava tocando We Found Love da Rihanna, [Ely: Engraçado, que este nome é-me familiar…][Mar: O Cocas sempre tinha razão.] [Cocas: Mais uma musica de merda que por acaso é o titulo da fiction!] comecei a balançar os quadris no ritmo da musiça [Cocas: Com tanta vodka bem me parecia que ias precisar de uma muleta para conseguir dançar! É pena que a tenhas posto na musica…]deixando a mesma me levar [Cocas: Foi por isso que puseste a muleta na musica… já sabias que ela ia tomar conta de ti!] quando senti duas mãos envolverem minha cintura por trás e o mesmo me virar de encontro a ele, era Justin. [Ely: Naturalmente que era][Mar: Hey, ao ritmo que a coisa vai, bem que podia não ser!] Meu coração acelero, não sei porque, [Ely: De desespero, com certeza]  deixei ele colar mais nossos corpos [Ely: Com cuspo, cola ou agrafos?]e ficamos durante alguns segundos um olhando no olhos do outro. [Mar: *violinos*] [Ely: O romantismo disto emociona-me *sob*] [Cocas: Aposto que ele estava a pensar que já estavas tão usada que não ia precisar de te anestesiar para te “violar” e realizar a tua fantasia sexual!][Mar: Hummm…Cocas? Não leste o próximo capítulo, pois não?]


Notas finais do capítulo:
Mereço reviews?? [Mar: *Pisca os olhos* Não.] [Ely: Não sei, a Humanidade merece que tenhas dó e atires isto a um penhasco?] [Cocas: concordo com a Mar, NÃO!] Nhaaccc , [*morde bolacha*] aceito sugestões viu?? [Mar: Põe fogo ao computador e nunca mais te aproximes de um teclado? Parece-me uma boa sugestão, não?] [Cocas: Alfa às nove e quarenta e cinto! Go and try to stop it!] Haha beeeijos!


No próximo capítulooooooooooooooooo…

Bieberconda ataca finalmente!

 [Cocas: WTF, deste um nome à cobra dele?! looooooooool]
[Mar: Não fui eu.. Eu não me daria a esse trabalho.]

1 comentário:

  1. LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL!!!

    Para quando o próximo capitulo?!

    ResponderEliminar